13 Junho 2022 Publicado em Células Escrito por 

CARACTERÍSTICAS DO FRUTO DO ESPÍRITO – PARTE I

Avalie este item
(0 votos)
 
 
 

Texto: Gálatas 5:22-24

INTRODUÇÃO:

O Fruto do Espírito é algo natural na vida de quem está em plena comunhão com o Espírito e, serve como uma identidade espiritual do cristão neste mundo. Pensando que o fruto é um só, dividido em nove gomos, não dá para ser um cristão paciente e, ao mesmo, sem amor; ou bondoso, sem domínio próprio. Somos como árvores que frutificam segundo a carne ou segundo o Espírito. Olhemos para Jesus, o nosso exemplo. Ele é a videira e nós os ramos (Jo 15.1-6). Sem ele, nada podemos fazer (Jo 15.5). Fomos nomeados por ele para produzir fruto (Jo 15.16). No fruto, cada característica divina também serve de testemunho para alcançar as almas perdidas. Vejamos um pouco de cada uma destas características:

 

1.     O AMOR – Romanos 5:5-8

É este fruto que nos leva a beneficiar o próximo, os pobres, desprotegidos e pecadores. Este amor nos leva a socorrer alguém em situação de necessidade (física, moral, social e espiritual). É a fonte divina de onde emanam todas as virtudes espirituais. Deus é amor, e pela operação do Espírito Santo este amor aparece como fruto em nossas vidas. Por amor ao Senhor queremos fazer a sua vontade e agradá-Lo em tudo. O amor é o elo que determina o aperfeiçoamento dos cristãos e ajuda-os a amar até seus inimigos e orar por eles. O amor gera unidade no Corpo de Cristo (Igreja, células). É o interesse e a busca do bem maior de uma pessoa, sem querer nada em troca. Os eleitos de Deus são humildes, compassivos, misericordiosos e naturalmente bons perdoadores, tudo por amor. Porque o amor é o vínculo da perfeição (Cl 3.12-14).

 

2.     A ALEGRIA – Filipenses 4:4

O Reino de Deus é alegria (Rm 14.17). E a alegria do Senhor é a nossa força (Ne 8.10). Essa alegria não é a alegria que tem a ver com as circunstâncias da vida. É a alegria que tem a ver com a nossa identidade. É a alegria de gozo indizível (1Pe 1.8). Jesus se alegrou e foi ungido com o óleo de alegria porque amou a justiça e aborreceu a iniquidade (Hb 1.9). A mensagem da salvação produz boas novas de alegria (At 13.47-48). Alegria esta, baseada no amor, na graça, nas bênçãos, nas promessas e na presença de Deus.

 

3.     A PAZ – Isaías 9:6 João 14:27

É a relação tranquila entre os ramos da videira verdadeira para com os de fora (Rm 12.18). É a paz de Deus que guarda os nossos corações e os nossos sentimentos em Cristo Jesus (Fp 4.7). Devemos ser agradecidos por ela (Cl 3.15). Temos a paz, mesmo vivendo num mundo de guerra. Jesus disse: “Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo” (Jo 16.33). Há muitas coisas que desejamos aqui nesta vida – saúde, amor, riquezas, beleza, talentos, poder, fama; mas sem paz, estas coisas nos trarão tormento em vez de prazer. Se você não está em paz consigo mesmo, você não pode estar em paz com mais nada, muito menos com as pessoas. Quem tem paz é feliz, porque a Bíblia diz: “Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus.” (Mt 5.9)

 

CONCLUSÃO:

Hoje refletimos um pouco sobre as três primeiras virtudes do fruto do Espírito. Lembrando que todas estão ligadas uma a outra, sendo apenas um o fruto. Assim como você não vê uma árvore gemer para dar fruto, porque faz parte da sua natureza, da mesma forma, o fruto do Espírito flui naturalmente na vida daquele que está em plena comunhão com  Ele. O fruto serve como uma identificação do verdadeiro cristão. Semana que vem continuaremos a PARTE 2 deste estudo com as demais características. Que o Senhor te abençoe e te guarde, e te dê a paz.

 

 

Ler 185 vezes
  • Pr Orimar Carneiro

    Pastor no MiR PBS

    MiR Parauapebas

    Website.: twitter.com/orimarcarneiro

    Deixe um comentário

    Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

    MiR PARAUAPEBAS

    Blog do MiR PARAUAPEBAS