29 Abril 2021 Publicado em Células Escrito por 

A FÉ, A ESPERANÇA E O AMOR

Avalie este item
(0 votos)

Texto: 1Coríntios 13.4-13

Introdução:

“Se existem motivos pra desanimar, se as nuvens escuras espalham temor! Preciso aprender a sorrir e cantar, a minha esperança está no Senhor. ” Os versos deste cântico nos fazem lembrar quão desesperadas e aflitas estão as pessoas que colocam suas esperanças em homens e não em Deus. Não deve ser assim, porque estes podem falhar, mas o nosso Deus não falha. Portanto, para superarmos estes dias difíceis em que estamos, sigamos seguros e felizes, porque a nossa fé, a nossa esperança e o nosso amor estão firmados no Senhor.

1- A FÉ – 2Co 5.7 – Rm 5.1-5.

A fé agrada a Deus (Hb11.6). Somos salvos pela fé (Ef 2.8). Recebemos cura, proteção e prosperidade pela fé! Pode parecer estranho, mas a nossa fé em Cristo não é medida por aquilo que nossos olhos veem; a nossa fé se traduz exatamente nisto: “Fé é a certeza das coisas que se esperam, e a convicção de fatos que não vemos” (Hb 11.1). Deus pode e quer nos socorrer, para isso, a nossa esperança e fé devem estar focadas nEle, na sua Palavra, no seu amor. A fé nos possibilita viver cada promessa de Deus, subjugar a carne e andar em espírito, ver o sobrenatural, orar eficazmente, nos deliciar do impossível, transpor montes e viver feliz em qualquer situação. Tudo no reino que tange a você é acessado pela fé: sua salvação, cura, libertação e prosperidade.

2 – A ESPERANÇA - Hb 11.13-16 – Fp 3.20

Muitas vezes, caminhamos por aquilo que vemos, ouvimos e sentimos, e desprezamos o que está na Palavra de Deus. Nossos olhos e sentimentos podem nos trair, porque eles podem estar feridos, machucados, e a soma de tudo o que experimentamos na nossa vida, no nosso dia a dia, pode nos trazer desesperança. Porém, quando estamos firmados na Palavra, independente do que nossos olhos estejam vendo, ou daquilo que estejamos vivendo, sempre haverá uma esperança. Saber que esta vida é passageira e que há uma eternidade que nos aguarda, nos coloca em movimento, pois, afinal de contas, a primeira coisa que acontecerá ao entrarmos na eternidade será receber os galardões pela obra que realizamos em fé aqui na terra. Como peregrinos, nesta difícil jornada, o cristão verdadeiro não perde essa esperança.

3 - O AMOR – Rm 8.35-39

Esta declaração de Paulo é uma promessa maravilhosa: o amor de Deus é inseparável A vida não é indolor, no percurso dela passamos por rios, pântanos, desertos e caminhos cheios de espinhos. Situações que nos levam a lágrimas, tristezas e amarguras. Há momentos onde a dor das perdas, do luto e da saudade dói mais do que a dor que fustiga nosso corpo. São ocasiões onde ninguém, por mais forte que seja, consegue lidar firmado em suas próprias forças ou sabedoria. Somente a graça de Deus pode nos assistir nessas horas e nos dar ânimo para prosseguir (2Co 12.9-10). Quando nos apropriamos do amor de Deus somos revigorados, porque o amor é a raiz que produz fé e esperança em nossos corações. Há esperança quando cremos e nos apropriamos do eterno amor de Deus em nossos corações.

 

Conclusão:

Tudo na vida passa. A pandemia vai passar. O tempo está passando e a cada minuto ficamos mais próximos do grande Dia, quando não mais precisaremos da fé e nem da esperança. Estaremos definitivamente com o Senhor. A fé e a esperança irão acabar, porém o amor, eternamente permanecerá. Pela fé abrace o amor de Deus e firme-se nessa esperança. Paulo explica bem isto em 1Tessalonicenses 1.3 ao dizer: “Lembrando-nos sem cessar da obra da vossa fé, do trabalho do amor, e da paciência da esperança em nosso Senhor Jesus Cristo, diante de nosso Deus e Pai.”  

Ler 39 vezes
  • Pr Orimar Carneiro

    Pastor no MiR PBS

    MiR Parauapebas

    Website.: twitter.com/orimarcarneiro

    Deixe um comentário

    Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

    MiR PARAUAPEBAS

    Blog do MiR PARAUAPEBAS